Aparte
Danielle Garcia: “A quem interessa não fazer a licitação do transporte? Vamos fazer”

Danielle Garcia: “Terei o cuidado com a coisa pública”

Entrevistada desta terça-feira, 20, da Jornal da Xodó pelos radialistas Mary Rodrigues e Eduardo Carvalho, a candidata a prefeita de Aracaju, Danielle Garcia, Cidadania, destacou as propostas estabelecidas em seu plano de governo para atender as demandas de cada área de responsabilidade da prefeitura. E incluiu aí “a licitação do transporte público”.

Na saúde, que ganhou ainda mais destaque este ano por conta da pandemia, a candidata ressaltou que as pessoas não vêm tendo acesso ao que lhes é de direito. “Um exemplo disso é a dificuldade de marcar consultas e realizar exames mais complexos pelo SUS”, disse Danielle.

“É preciso ter transparência no sistema de marcação, inclusive, tornando visível para o cidadão como está a fila de espera. Assim ele saberá em que posição está e poderá fiscalizar se a ordem está sendo seguida”, reforçou, destacando ainda a criação do Centro de Diagnóstico por Imagem.   

Ao ser indagada sobre as ações que pretende promover em relação à mobilidade urbana, Danielle salientou a necessidade de um novo Plano Diretor. “Ele traz os demais planos da cidade, entre eles o da mobilidade. Temos hoje construções desordenadas, a exemplo da obra da Hermes Fontes com aquelas lombo-faixas que estão causando transtornos. Nós vamos elaborar um novo Plano Diretor para a nossa cidade e enviaremos à Câmara Municipal”,  afirmou.

Ainda no tema mobilidade, Danielle questionou o porquê de a licitação do transporte público não sair do papel. “Se já temos o consórcio, por que não avança? A quem interessa não fazer a licitação? Em nossa gestão, vamos fazer. Inclusive, com toda a estrutura necessária para atender o usuário do transporte público”, assegurou.

Outro ponto destacado foi a criação de uma secretaria voltada ao desenvolvimento econômico. “Para atuar ativamente na sociedade por meio da capacitação e geração de emprego. Uma das frentes de atuação será a captação de recursos para fomento do microempreendedorismo, garantindo crédito para ampliação de negócios. Também vamos criar uma política de incentivo, atração e promoção de startups, principalmente para busca de soluções do setor de serviços, do comércio e da gestão pública”, detalhou.

Danielle Garcia se colocou à disposição dos aracajuanos para trabalhar com o que chama de “coragem e transparência”. “Trazendo meus princípios de disciplina e controle, terei o cuidado com a coisa pública, trabalhando para garantir uma melhor administração municipal. Agora é hora da coragem”, disse ela.     

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário