Aparte
Opinião - Por mais que plantem a mentira, quem está brotando é a verdade

[*] Rômulo Rodrigues

A planta mais robusta que brotou na conjuntura brasileira no primeiro quadrimestre deste ano - a verdade -, é sem a menor sombra de dúvidas a retomada do ex-presidente Lula ao protagonismo da iniciativa política, retomando ao período histórico em que o país opinava com força na agenda mundial.

E se portando como verdadeiro estadista, retorna aos grandes debates para dizer que o verdadeiro Brasil é aquele que se orgulhava de tê-lo como presidente da República e não o atual, cujo desempenho diplomático envergonha a própria diplomacia, como nas recentes agressões à China, país que ouve Lula e não o governo e seus toscos capatazes.

De uma certa forma contraditória, a grande mídia acaba sendo responsável pela ascensão de Lula na consciência coletiva do povo e pela queda de Bolsonaro, que leva de roldão o ex-juiz Sergio Moro, os integrantes da farsa jato e todos que tinham cumplicidade com ele e o apoiavam.

Como tática para confundir os votantes de hoje, que serão os eleitores no dia 2 de outubro de 2022, tenta criar uma narrativa subjetiva de que existe uma polarização nociva ao Brasil, entre Bolsonaro e Lula, e ou entre o bolsonarismo e o lulismo.

Ledo engano, mentira nojenta, factoide deslavado. Puro fake news. O que existe de real são duas faces de uma moeda da democracia, ou uma convencional e simplória disputa de par ou ímpar, sem polarização.

Portanto, vamos recorrer à verdade nua e crua. Bolsonaro é cria da quadrilha da lava jato, da grande mídia, dos especuladores financeiros, dos corruptos da política e do meio empresarial e dos gananciosos que se apoderaram das riquezas do Brasil.

O bolsonarismo é o excremento de tudo isso que jorra dos esgotos do submundo da sociedade e, sendo assim, como beneficiário da podridão plantada e cultivada por Sergio Moro, não pode e não deve ser equiparado a Lula.

Lula é cria genuína da classe trabalhadora, a real produtora de todas as riquezas, fruto do seu trabalho e portanto, herdeiro e propulsor da recente evolução civilizatória de um país chamado Brasil.

A podridão oriunda do movimento irracional “Somos todos Moro” e na sequência “Somos todos Bolsonaro” revela que a origem do atual veto à vacina Sputnik V ainda é obediência a ordens do destronado Donald Trump.

Se no século 20, países importantes para a história da humanidade, como a Índia e a África do Sul, revelaram para o mundo gigantes como Mahatma Gandhi e Nelson Mandela, no século 21, o Brasil revelou Luiz Inácio lula da Silva.

Se no século 20, a Itália revelou um monstro com Benito Mussolini e a Alemanha, Adolf Hitler, no século 21 o Brasil revelou o monstro Jair Bolsonaro.

E, enquanto Lula sobe ao topo, Moro e sua trupe descem ao rés do chão e tendem a descer até o fundo do poço. No estágio atual, onde já enxerga à sua frente a nítida possibilidade de ir ver o sol quadrado, como é comum aos covardes, foge.

E foge para os EUA, não numa condição de pleno reconhecimento de serviços prestados, mas de ex-aliado que deixa de ter utilidade.

Até bem pouco tempo era tido como futuro diretor da consultoria que vai administrar as massas falidas das empresas brasileiras, quebradas por ele, e que estavam tomando os mercados das concorrente americanas.

As últimas notícias dão conta de que o cargo que vai exercer será o de mero consultor, com um salário do tamanho do que celebrizou o Professor Raimundo.

Mesmo com tudo isso, o jogo ainda não acabou e o monstro midiático já está em campo à procura de um novo juiz para apresentar, primeiro aos EUA, e depois ao restante dos abutres, quando receber a aprovação.

O momento é de maior dificuldade para eles, mas não é nada recomendável baixar a guarda, pois todos sabem do que são capazes e perigosos com suas armas mortíferas.

A redenção de Lula - a vitória da verdade sobre a mentira - está prestes de ser oficializada, mas ainda não foi. Enquanto isso a caneta e o Diário Oficial da União continuam nas mãos de quem não tem escrúpulos para usar.

[*] É sindicalista aposentado e militante político.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.