Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 39 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração / Tanuza Oliveira.

Fábio Mitidieri lança na segunda, 23, a pré-candidatura: “Estou apto a responder pelas demandas de Sergipe”
Compartilhar

Fábio Mitidieri se acha “um político que conhece o Estado a fundo”

Que o deputado federal em segundo mandato Fábio Mitidieri, PSD, é pré-candidato ao Governo de Sergipe nas eleições deste ano, muitos sergipanos já sabem. Muitos, mas nem todos os sergipanos.

Mas a partir das 16h30 da próxima segunda-feira, 23 de maio, Fábio Mitidieri quer dar uma acelerada nisso e se fazer mais integrado à paisagem política e eleitoral do Estado com a pretensão de suceder Belivaldo Chagas, PSD, no comando de Sergipe.

A partir daquele horário e no Iate Club de Sergipe vai ser feito o lançamento oficial da pré-candidatura dele. Pelo que está sendo planejado, será um evento de pompa, obviamente respeitando os limites da legislação eleitoral.

“Já temos confirmada para o evento a presença do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, e a partir da terça aumentaremos a voltagem da nossa pré-campanha”, diz Fábio Mitidieri. É esperada, também, mas sem confirmação ainda, a presença do líder do PSD da Câmara Federal, deputado Antonio Brito, da Bahia.

“Na verdade, o agrupamento havia definido pelo meu nome naquele dia 14 março, desde então sou pré-candidato ao Governo de Sergipe, tenho rodado o Estado com a Caravana Caminhos da Esperança prospectando as realidades para a configuração final do nosso Plano de Governo, mas não houve efetivamente o lançamento oficial da nossa pré-candidatura, que é o que vai ser feito na segunda”, pontua Fábio.

“Apesar de não ter havido esse lançamento oficial, devo dizer que nosso nome está muito bem compartilhado na sociedade sergipana, e em todas os setores do Estado aonde vou e chego sou recepcionado calorosamente”, diz ele. De fato, Fábio e seu projeto político não estão estanques. Com a Caravana, ele já percorreu o Baixo São Francisco, o Sertão, o Leste e o Sul do Estado. Nesta sexta, 20, e neste sábado, 21, ele está arrematando a passagem pelo Centro-Sul.

Fábio Mitidieri geralmente dedica dois dias a cada região e dorme em um município no qual faz um pronunciamento final. Anda sempre com uma equipe multidisciplinar dividida em grupos temáticos e tudo o que prospecta está sendo amealhado para subsidiar o Programa de Governo, que ele quer plural. E a partir do evento de segunda, Fábio quer apertar o ritmo da pré-campanha.

“Estamos trabalhando com a ideia e a certeza de que o evento oficial do lançamento da pré-candidatura vai nos ajudar a maturar mais o processo e a partir daí aprofundar mais as nossas propostas, nossas possibilidades e chances de uma interlocução maior com toda a sociedade sergipana”, diz.

Mas que ninguém ache que Fábio chegará ao lançamento oficial da pré-candidatura com a chapa pronta. Haverá um tempo mais dilatado e descansado para se fazer isso. “Nosso planejamento não é chegar na segunda com a composição da chapa completa. Não teremos, ainda, a definição das candidaturas a vice e ao Senado. Mas já temos, como se sabe, definido que a indicação para a vaga de vice será do prefeito Edvaldo Nogueira e do PDT. Ele deve fazer isso mais à frente, porque não há açodamento nisso. E a vaga do Senado ainda está sendo discutida no agrupamento. Da mesma forma que meu nome foi escolhido após amplas discussões, vamos chegar também a esse nome do Senado”, avisa.

Fábio Mitidieri admite que não nutre preferências pessoais entre as figuras de Jackson Barreto e de Laércio Oliveira na esfera do Senado. Nem restrições. “São dois bons nomes, cada um com suas qualidades e seus defeitos comuns a todos nós. Cada um com suas virtudes, e por isso são nomes que podem agregar valor numa chapa majoritária”, diz.

O pré-candidato do PSD acena para uma confiança no desempenho dele até agora e diz que os índices das pesquisas que seu grupo faz para consumo interno são melhores e bem diferentes dos que têm aparecido na mídia - ele falou com a Coluna Aparte nesta sexta, 20, cedo, antes de sair o resultado da pesquisa do Instituto Opinião, que lhe reserva uma segunda posição.  

“Devo dizer que não tenho muita preocupação com as pesquisas neste momento, embora os números de que dispomos neste instante nos sejam bem animadores. São índices bons e que muito nos estimulam. Eu posso afirmar que nós demos uma largada muito boa, até se comparada com os números do passado”, afirma.

Fábio não faz uma evocação específica, mas não custa lembrar que a esta altura de 2018 - abril ou maio -, o governador recém-chegado ao mandato e então pré-candidato à reeleição Belivaldo Chagas, PSD, patinava abaixo de dois dígitos nas pesquisas. Ou seja, não chega aos 10%.

“Creio que todo esse desempenho que tenho hoje nas pesquisas traduz a confiança na mensagem que estamos passando e a confiança no projeto que representamos e que muito dele haverá de ser apresentado à sociedade mais detalhadamente até o dia 2 de outubro”, diz.

“Traduz, ainda, a confiança no nome novo e preparado que eu sou, como um político que conhece o Estado a fundo, que conhece as demandas de Sergipe, que conhece a gestão, porque trabalho desde cedo e estou apto a responder por elas e por outras que certamente se interporão no caminho de um gestor público de âmbito”, garante Fábio Mitidieri.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.