Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração Tanuza Oliveira.

FNP, presidida por Edvaldo, lança carta em defesa da democracia e por plano de retomada econômica
Compartilhar

Edvaldo Nogueira: Retomada perpassa politicamente pela defesa e boa relação entre os poderes do Estado

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), entidade presidida pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, lançou, na manhã desta segunda-feira, 30, uma Carta Aberta ao Brasil. No documento, os prefeitos das grandes e médias cidades defendem o Estado Democrático de Direito e a convivência harmônica entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Os gestores municipais também ressaltam a necessidade de um plano de retomada econômica para o país.

“Agora é a hora de nos unirmos, de unirmos o país. Precisamos manter a convivência harmônica entre os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário para vencermos este momento. Esta carta é um chamamento. É importante que cada um volte ao seu lugar para que a gente possa navegar com mais paz nesse momento tão difícil”, afirmou Edvaldo, na manhã desta segunda, durante reunião virtual da diretoria executiva da Frente na qual foi discutida o conteúdo da Carta Aberta ao Brasil. A expectativa da FNP é contribuir para a construção de consensos.

No documento, os prefeitos e prefeitas afirmam que têm “o dever patriótico de defender o Estado Democrático de Direito e o princípio constitucional de independência e da convivência harmônica entre os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário”. Eles salientam que “provocações e atitudes desrespeitosas geram conflitos, causam insegurança jurídica e social e comprometem o desenvolvimento das políticas públicas, resultando em prejuízos irrecuperáveis para toda a sociedade”.

FNP: “o Brasil precisa que suas instituições se pautem pela diplomacia, bom senso e cumprimento à Constituição Federal”

Neste sentido, ressalvam os gestores municipais, “o Brasil precisa que suas instituições se pautem pela diplomacia, bom senso e cumprimento à Constituição Federal”. “O país e o povo brasileiro merecem respeito, paz e prosperidade”, reiteram. Na carta, a FNP também pontua que “a pandemia da Covid-19 acrescentou aos desafios nacionais elementos de gravidade inusitada” e cita que o país está próximo de alcançar “o trágico registro” de 600 mil mortes por coronavírus.

Ao destacar a necessidade de um plano de retomada econômica, a Carta dos prefeitos e prefeitas lembra o “patamar recorde de quase 15 milhões de pessoas desempregadas, a diminuição da capacidade produtiva da economia e a volta da inflação”. “Um cenário preocupante, que exige medidas emergenciais e a responsabilidade dos governantes, em todas as esferas”, diz a FNP que cita ainda as queimadas históricas e a destruição de importantes biomas.

“Com tamanha gama de desafios a serem enfrentados pelo nosso país, não há tempo e nem espaço para desvios e desagregações. Nossas armas devem ser as boas ideias – alicerces da paz social. Defendemos, portanto, a construção de pontes para o efetivo diálogo federativo para a pactuação e coordenação das políticas públicas. Clamamos por respeito à democracia, às instituições e à população brasileira”, afirma a Frente.

A Frente Nacional de Prefeitos é uma entidade suprapartidária e reúne as 412 cidades com mais de 80 mil habitantes, o que representa todas as capitais, 61% da população e 74% do PIB do país.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.

Francisco Santos
Boa Matéria.