Aparte
Creci Sergipe vai até o governador preocupado com situação imobiliária do litoral sul

Gilvan Dias, Sérgio Sobral, Luciano Pimentel, Belivaldo Chagas, Emanuel Barbosa, Helder Nepomuceno e Vinícius Oliveira: solução

O presidente Creci do Estado de Sergipe, corretor Sérgio Sobral, acompanhando o deputado estadual Luciano Pimentel, esteve com o governador Belivaldo Chagas, PSD, para tratar da situação dos imóveis localizados no litoral sul do Estado e, mais especificamente, na Praia da Caueira, em Itaporanga D’Ajuda e obter informações sobre o andamento das ações previstas na Lei nº 8.634/2019, que instituiu o Plano e o Sistema Estadual de Gerenciamento Costeiro - PEGC.

Desde o ano passado, os moradores da Praia da Caueira, Abaís e Saco foram surpreendidos com a decisão judicial que proibiu novas construções e determinou a paralisação das obras em curso. “Estamos debatendo essa problemática para externar nossa preocupação e verificar o que tem sido feito em relação ao plano de gerenciamento costeiro em busca de uma solução definitiva”, disse Sérgio Sobral, justificando o encontro.

“Solicitamos essa reunião para externar nossa preocupação não apenas em relação ao Plano de Gerenciamento Costeiro, mas para apontar saída para os impasses que ocorrem não apenas no litoral sul, mas em todo o nosso Estado,” justificou o deputado estadual Luciano Pimentel, que tem colocado o mandato dele à serviço dessa causa.

Após ouvir o parlamentar, o governador Belivado Chagas assegurou que o Estado tem atuado para solucionar a questão. “Sergipe tem hoje uma Lei de Gerenciamento Costeiro que é modelo para o país. Uma legislação que fornecerá os argumentos necessários para tratar desse caso. O problema existe e é complexo, mas nós não estamos parados”, frisou o governador.

O governador de Sergipe ressaltou que está à disposição e que irá analisar quais outras medidas podem ser colocadas em prática pelo Estado para evitar que o embargo de imóveis continue acontecendo durante esse processo de elaboração do gerenciamento costeiro.

Participaram da reunião o procurador-geral do Estado, Vinícius Oliveira, o diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias; o presidente da Associação de Moradores da Caueira, Emanuel Barbosa, e o advogado e proprietário de imóvel na região, Helder Nepomuceno.

 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário