Aparte
Samuel Carvalho protocola indicação pra que convênio do Ipesaúde não seja cancelado

Reunião com a finalidade de resolver pendência entre Ipesaúde e prefeituras

Após os servidores de Nossa Senhora do Socorro e Itaporanga terem os serviços ofertados pelo Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Servidores do Estado de Sergipe - Ipesaúde - suspensos por causa da não renovação de convênios, o deputado estadual Samuel Carvalho, Cidadania 23, se reuniu na manhã desta quarta-feira, 7, com o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo, MDB, e o diretor-presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira, para buscar solução com relação ao problema.

Segundo Samuel Carvalho, é um absurdo que em plena pandemia as Prefeituras não tenham renovado com o Ipesaúde. “Infelizmente, esses dias os servidores de Socorro e Itaporanga tiveram uma triste notícia sobre o cancelamento do plano de saúde por ausência das certidões negativas das gestões municipais. Pessoas que estavam na fila aguardando exames tiveram que cancelar. É inadmissível que o servidor público sofra ainda mais no meio de uma pandemia por causa da irresponsabilidade das prefeituras”, afirmou.

Através da reunião, os deputados e o diretor-presidente do Ipesaúde encontraram uma solução. “Por se tratar de competência privativa do governador, solicitamos que seja enviado para a Alese um Projeto de Lei para alterar o art. 4º da Lei 5853/2006. Alterando esse artigo, existe a possibilidade do não cancelamento do plano de saúde em virtude da ausência de certidões. A prefeitura não repassa nada para o Ipesaúde, quem paga é o próprio servidor descontado em seu contracheque. Por essa razão, acabamos de protocolar uma indicação em caráter de urgência para que o governador possa mandar um PL para resolver esse problema e ajudar todos os servidores”, pontuou Samuel.

 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.