Aparte
Nitinho e as razões para antecipar eleição

Nitinho: “Nos últimos seis meses, venho tentando promover uma transformação geral na Câmara Municipal “

O vereador Josenito Vitalli, o Nitinho, presidente da Câmara Municipal de Aracaju, disse nesta segunda-feira a esta coluna que antecipou em um ano e quatro meses a sua reeleição de presidente para o segundo biênio desta Legislatura – 2019 e 2020 -, para ter segurança de que poderá promover sem sobressaltos as transformações que pretende para este Poder. Segundo observações de bastidores da Câmara, já havia gente se articulando para promover a sucessão fora do tempo, no que Nitinho se antecipou e a fez em seu favor. “Nos últimos seis meses, venho tentando promover uma transformação geral na Câmara Municipal Aracaju, fazendo um novo organograma. Vamos apresentar no próximo dia 28 um novo projeto para a Câmara de Aracaju, no qual realizaremos um sonho que não é só do vereador Nitinho, mas do Poder Legislativo e do povo da capital como um todo, que é a construção da nova sede da Câmara”, diz Nitinho.

Uma Câmara com sede própria
Esta atitude pode até parecer imprudente, em face do momento de crise, mas a sede da Câmara de Aracaju, que é emprestada, não preenche mesmo as reais necessidades deste Poder. Os vereadores sequer têm gabinetes na sede – são em salas alugadas em pontos diferentes da cidade. “Sem sombras de dúvidas, é importante ter um prédio que dê conforto à população e aos parlamentares. Hoje parece um corredor polonês. Pessoas que não votaram no vereador, que não participaram da vida pública do vereador, abordam todos eles que passam por ali. Este tipo de coisa tem que acabar. As pessoas tem que ser atendidas quando apresentam projetos de interesse da comunidade e não projetos pessoais. Na grande maioria, no formato político em que o Brasil enquadrou a população, poucos acompanham a vida e as atividades do parlamentar. Lucianos, Bispo e Pimentel, e Zé Hamilton: evento forte. Sem a troca, acompanhar o seu parlamentar nas ações que ele faz, ter consciência do seu voto”, diz Nitinho.

Obra custaria entre R$ 18 a R$ 20 milhões
A Câmara Municipal de Aracaju já dispõe de um terreno no Centro Administrativo Governador Augusto Franco, na qual poderá construir um prédio com capacidade de abrigar e atender a todos os parlamentares. Nitinho acha que com entre R$ 18 a R$ 20 milhões faz-se a obra. “Vamos buscar emendas parlamentares de deputados federais e senadores. Dos 11 sergipanos no Congresso”, diz. Mas Nitinho pensa em reformas que vão além do aspecto físico. “No dia 28, vamos inaugurar a Escola do Poder Legislativo, ali naquela galeria Farol, próximo a Unit. Lá, vamos apresentar à comunidade o novo projeto da sede do Legislativo e vamos fazer o primeiro pregão eletrônico, através de um convênio com o Banco do Brasil, para dar uma total transparência nas ações, sobretudo na relação com os fornecedores. E vamos lançar um aplicativo, onde o cidadão vai ter acesso a todas as leis da Câmara de Aracaju”, diz ele.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.