Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração / Tanuza Oliveira.

Gustinho Ribeiro recebe presidente da Câmara dos Deputados e ministro da Cidadania
Compartilhar

Gustinho Ribeiro: Poder contribuir com a construção do Hospital de Amor é um marco em nossas vidas

O deputado federal Gustinho Ribeiro e a prefeita de Lagarto, Hilda Ribeiro, receberam no sábado, 27, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; o ministro da Cidadania, João Roma Neto e o sub-procurador Geral da República, Luiz Augusto. Eles vieram a Sergipe para participar do leilão que arrecadou fundos para o Hospital de Amor em Lagarto.

Confraternização no haras da família Ribeiro e, em seguida, Leilão do Amor no Parque das Palmeiras

Antes do início do leilão, foi realizada uma confraternização no haras da família Ribeiro. Em seguida, no Parque das Palmeiras, aconteceu o Leilão do Amor. De acordo com Jonatas Dantas, vice-presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Quarto de Milha (ABQM) e idealizador do evento, o leilão arrecadou mais de R$ 1,5 milhão. Todo o valor será destinado para ajudar na construção do hospital de Amor, que será referência para o nordeste brasileiro em tratamento do câncer.

“Gostaria de agradecer a todas as pessoas envolvidas neste leilão. Ao senhor Henrique Prata, a Geraldo Magela e a todos os criadores de Quarto de Milha em nome de Caco Auricchio. Este evento é um evento de amor ao próximo. Ele será muito significativo na vida dos sergipanos. Poder contribuir com a construção desse hospital é um marco em nossas vidas”, afirmou Gustinho Ribeiro.

Leilão arrecadou fundos para o Hospital de Amor

Estiveram presentes no evento, os deputados federais Bosco Costa, AJ Albuquerque e Juscelino Filho; a deputada estadual Janier Mota; o presidente da ABQM, Caco Auricchio; o proprietário do Parque das Palmeiras, Geraldo Magela; empresários e criadores de Quarto Milha; e os vereadores do município de Lagarto.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.