Aparte
Em busca da reeleição, Otávio Sobral diz que Itaporanga não quer retrocesso ou aventuras 

Otávio Sobral: “Não podemos andar pra trás, senão botamos tudo a perder”

De posse de um conjunto de planilhas, o prefeito de Itaporanga D’Ajuda, Otávio Sobral, PP, relembra o início da gestão há quase quatro anos. “A gente sabia que havia problemas, mas não imaginei que seriam tantos e alguns de difícil solução em curto prazo”, relembra o executivo.

“A prefeitura estava literalmente falida. Só com o INSS, o rombo passava dos R$ 60 milhões. As dívidas com fornecedores deixadas pela ex-prefeita somavam mais de R$ 2 milhões. A violência e o desemprego minavam a autoestima da população. Tivemos de atacar o que era fundamental”, completa Otávio. A ex-prefeita é Gracinha Garcez, hoje sua oponente na tentativa de voltar à Prefeitura.

O fundamental, rememora hoje Otávio Sobral, começou pela luta para liberação de mais de R$ 14 milhões do FPM - Fundo de Participação dos Municípios - retidos pela União, em razão, de acordo com ele, da “irresponsabilidade da gestão anterior com a prestação de contas dos recursos federais recebidos e pelo descumprimento de acordos com a Previdência Social”.

O prefeito de Itaporanga D’Ajuda cita, ainda, o atraso no pagamento dos salários dos servidores públicos referente ao mês de dezembro de 2016 - “Tivemos de pagar duas folhas em janeiro de 2017” –, além de um sem-número de obras abandonadas.

Segundo Otávio Sobral, arcar com os “desmandos” da gestão anterior engessou a Prefeitura de Itaporanga por quase dois anos. “Eu não podia fechar os olhos. Não é assim que o poder público funciona. Era minha obrigação arrumar primeiro as contas da Prefeitura, para então seguirmos em frente com obras e ações. Havia muita coisa errada, o que acabou atrapalhando a implantação do que havíamos prometido na campanha. Mas tenho certeza de que a população de Itaporanga reconhece esse esforço e não quer reviver aquele triste momento de nossa história”, diz Otávio.

Entre as obras paralisadas, mas retomadas nesta gestão, Otávio Sobral cita com maior veemência a Unidade de Pronto Atendimento do Centro da cidade, iniciada em 2014. “Havia problemas na prestação de contas dos repasses do Ministério da Saúde, motivo para o embargo”, explicou. Inaugurada no ano passado, a UPA atende atualmente cerca de 200 pacientes por dia e foi fundamental no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. 

O prefeito Otávio Sobral ressalta como ponto “muito positivo da gestão” as ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Quando foi declarada em março a transmissão comunitária da Covid-19 no Brasil, a Prefeitura de Itaporanga, segundo Otávio, concentrou esforços na ampliação e na melhoria da rede municipal de saúde e de assistência social.

“Temos em operação a Clínica de Referência em Síndromes Gripais e instituímos protocolos de distanciamento social, além de reforçar os programas de assistência social e investir em novas Unidades Básicas de Saúde”, cita o prefeito.

Esse trabalho antecipado e tecnicamente embasado, colocou Itaporanga em lugar de destaque no enfrentamento à pandemia e permitiu à Prefeitura desenvolver, de modo inédito no Brasil, o primeiro Protocolo de Vacinação Contra a Covid-19.

“Fui a Brasília apresentar esse protocolo e fomos muito elogiados pelos técnicos do Ministério da Saúde, entre eles o chefe de Gabinete do ministro, Paulo César, e o secretário de Saúde em Vigilância, Arnaldo Medeiros, que é a pessoa que coordena todo o sistema de vacinação no Brasil. O ministro Eduardo Pazuello não esteve na reunião pois, infelizmente, foi diagnosticado com Covid-19”, informou Otávio Sobral.

Para o prefeito, Itaporanga, desta forma, será uma das primeiras cidades a receber a vacina anti-Covid-19, prevista para estar disponível à população já a partir de dezembro. “Os estudos mais avançados caminham para esse prazo, e os municípios precisam estar preparados para colocar em prática essa nova e definitiva fase de combate ao novo coronavírus”, diz ele

“Com o protocolo criado pela equipe dedicada e competente da Secretaria de Saúde de Itaporanga, a gestão demonstra estar preparada para iniciar a imunização da população. E como somos pioneiros, não tenho dúvidas de que acabaremos até mesmo sendo referência para outros municípios brasileiros”, anuncia o prefeito.

A gestão de Itaporanga D’Ajuda agora foca na retomada das atividades escolares. Para Otávio Sobral, a experiência no combate à Covid-19 será usada no esforço da volta às aulas. “Já temos estudos em andamento e temos observado o exemplo de outros municípios fora de Sergipe, onde as aulas foram retomadas. Vamos seguir um padrão rigoroso dos protocolos, até que a vacinação seja feita e todos sejam imunizados. Itaporanga, aliás, tem um Ideb que nos orgulha. Quando assumimos, o município estava em último lugar no Estado. Hoje, figuramos entre as primeiras posições”, constata.

Entre as obras, o destaque é o Complexo Poliesportivo, que oferece mais qualidade de vida à população, além de ser um novo cartão-postal da cidade. Há ainda a Praça da Estação, recentemente reformada, onde funciona um terminal coberto. A área também recebeu reforço na iluminação pública. A rodoviária também foi revitalizada e toda iluminada. No tocante à iluminação, a cidade toda receberá lâmpadas de led.

“Começamos pelo povoado Nova Descoberta e estamos espalhando por todos os cantos. Esse trabalho de urbanização se reflete também na segurança do município”, diz Otávio Sobral. Duas outras obras citadas pelo prefeito como “problemáticas, mas resolvidas” são a Praça Sílvio Garcez e a Escola de Ensino Fundamental do povoado Sapé.

Outro assunto em pauta é a segurança, ponto sempre presente nas reivindicações dos cidadãos. “Todos se lembram das notícias rotineiras de violência em Itaporanga na gestão passada. Hoje esses índices diminuíram bastante, e isso todos reconhecem. A gente conseguiu também mais policiamento, fazendo convênios com a SSP”, avisa Otávio.

“Fizemos um projeto de reorganização da feira e contratamos uma equipe de segurança, oferecendo paz e conforto a feirantes e visitantes. Hoje a pessoas podem transitar pela cidade mais tranquilamente, mas vamos continuar investindo em urbanização e buscar novos convênios para que as famílias itaporanguenses tenham cada vez mais segurança”, promete o prefeito.

Questionado por que busca um segundo mandato de prefeito, Otávio Sobral diz que a sua administração arcou com os “desmandos” da gestão passada e que agora, com a “casa arrumada”, terá condições de realizar a gestão que sempre sonhou, o que lhe motivou buscar uma reeleição.

“Pagamos as dívidas que a ex-prefeita deixou, concluímos as obras abandonadas, além de iniciar e concluir novas. Não pudemos fazer tudo o que a população necessita e merece, mas mesmo com todos esses contratempos, avançamos muito”, afirma Otávio Sobral.

Otávio Sobral diz que agora, com as contas organizadas, Itaporanga está pronta para avançar, com mais obras e ações para melhorar a qualidade de vida das pessoas. “Eu digo sempre: meu sonho é ver Itaporanga desenvolvida e o povo participando ativamente desse desenvolvimento. Estamos no caminho certo e sei que temos condições de chegar lá. Temos um povo trabalhador, guerreiro, que só precisa de oportunidade”, diz

Otávio Sobral busca a reeleição concorrendo com o atual vice-prefeito de Itaporanga, Francinaldo Alves, Republicanos, e a ex-prefeita Gracinha Garcez, PSD. “Não podemos andar pra trás, senão botamos tudo a perder. O povo não quer retrocesso ou aventuras, e se me der essa oportunidade e o divino assim o permitir, vamos conseguir fazer mais e melhor”, pontua o prefeito itaporanguense.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário