Aparte
Danielle Garcia: "Estarei, sim, na disputa"

Danielle Garcia: na hora certa, os passos certos

“Vamos aguardar as possíveis mudanças na legislação eleitoral para saber o que iremos disputar. Estarei, sim, na disputa. Vamos ter um pouco de paciência para fazer a coisa certa na hora certa. Estamos aguardando as mudanças na legislação eleitoral. Sabemos que vai ocorrer e só depois iremos saber de fato o que vamos disputar”.

Estas afirmações são feitas pela delegada da Polícia Judiciária do Estado de Sergipe, Danielle Garcia, Cidadania, candidata a prefeita de Aracaju que chegou ao segundo turno das eleições do ano passado contra o candidata Edvaldo Nogueira, PDT.

Danielle Garcia e o agrupamento dela - o senador Alessandro Vieira e o ex-deputado federal Valadares Filho, PSB, que disputou a vaga de vice-prefeito – fizeram bonito, ao saírem do pleito com 109.864 votos - ou  42,14% dos válidos – contra os 150.823 votos – ou 57,86% dos válidos – de Edvaldo Nogueira.

As ponderações de Danielle Garcia foram feitas ao jornalista Lucas Brasil, no Programa Rádio Verdade, 2ª edição, na Eldorado FM, de Lagarto. Ali, Danielle defendeu mais participação das mulheres na política.  

“A mulher precisa participar mais da vida pública. Precisamos trazer as mulheres para estes cargos importantes. Sabemos do empoderamento feminino e vamos rodar o estado todo, vamos visitar os 75 municípios em busca da inclusão feminina na vida pública”, disse Danielle.

Danielle defendeu a prática de tratamento igualitário no Cidadania, independentemente de mandatos que ocupem, citando inclusive o senador Alessandro Vieira. “Precisamos entender a igualdade e aqui no Cidadania é assim. Não é porque o senador Alessandro é presidente do partido e está no Senado que ele tem voz mais ativa que a nossa. Todos são ouvidos”, exemplificou a ex-candidata.      

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.