Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 39 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração / Tanuza Oliveira.

Nota triste: morre o professor Luiz Fernando Ribeiro Soutelo 
Compartilhar

Luiz Fernando Ribeiro Soutelo: nome forte na cultura sergipana

Morreu na madrugada deste dia 3 de janeiro o professor Luiz Fernando Ribeiro Soutelo, uma figura de forte influência na cultura e na história de Sergipe. Ele vinha lutando contra um câncer de pulmão.

O Professor Soutelo, como era mais conhecido, nasceu no dia 15  de 1949 no Rio de Janeiro, mas foi criado na cidade de Santa Luzia de Itanhy, aqui em Sergipe, onde ainda hoje seus familiares têm influência na política.

O corpo dele será velado na Sala dos Fundadores da Academia Sergipana de Letras, da qual era um dos membros.

Professor universitário que contemplou várias gerações,  Luiz Fernando Ribeiro Soutelo, entre várias atividades públicas que exerceu, presidiu o Conselho Estadual de Cultura. Era um homem cordial.

Numa semelhança de generosidade intelectual com Luiz Antônio Barreto, Soutelo era uma fonte profundamente  generosa com os jornalistas sergipanos em pautas sobre temas que diziam respeito à história de Sergipe.

Ele tinha formação primeira em Economia pela Universidade Federal de Sergipe. Por alguns Governos de Sergipe, ele respondeu pelo Cerimonial do Estado.

Será sepultado ainda hoje, ao final da tarde, em Santa Luzia .

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.

Milena Soutello Moura
Titio Linando vou sentir saudades ❤️agora o senhor está descansando com vovô 🥺❤️
Milton Barboza
Soutelo foi o maior culturólogo que conheci, em vida. Pensou a cultura sergipana como um todo, possuía uma visão macro da cultura e do pensamento sergipanos. Quando escrevemos juntos os Aspectos da Cultura Sergipana, ficava maravilhado com o seu conhecimento de cada autor, das obras e das práticas culturais em nosso Estado. Era, também, possuidor de uma vasta cultura estrangeira, principalmente a literatura inglesa. Tive o privilégio de trabalhar com ele, escrever, e, acima de tudo, tê-lo como amigo por 37 anos. Que os Céus te recebam de braços aberto. Aqui, fica a saudade.
Marcia Valéria
Professor Soutelo, Que lamento! A cultura Sergipana hoje está em luto. Que ele siga com a paz que nos transmitia e seja acolhido em Deus como mais uma das almas-relíquias que Ele colocou entre nós! Soutelo, um cidadão digno, amigo querido, deixa seu legado para a história de Sergipe. Marcia Valéria Lira Santana, membro da Academia de Letras de Aracaju e da Academia Sergipana de Educação
Maria Reis
Vai com Deus meu amigo querido , foi um imenso prazer fazer parte dessa família que Deus conforte a todos por essa grande perda. Vai com Deus meu querido.
Antônio Batista Neto
Conheci Soutelo através da política, sempre cordial e atencioso e contribuiu muito para formação de várias gerações de Sergipe. Foi por muitos anos Chefe do cerimonial de vários governo, de uma competência ímpar. Deus o tenha.