Aparte
Opinião - Não se faz um omelete sem quebrar os ovos

[*] Francisco Emanuel Silva Meneses Alves

Na campanha eleitoral deste ano escrevi sobre o que poderia acontecer com as pretensões eleitorais de Sukita. Pois bem: vamos ao meu acerto de contas com meus erros e acertos.

Presumi que a campanha eleitoral de Capela ficaria concentrada entre Astrogildo e Silvany. Ponderei o risco de Sukita talvez só conseguir eleger o irmão vereador, numa lista que trazia esse, a irmã candidata a prefeita em Capela e uma filha candidata a vereadora em Aracaju.

Chamei a atenção para os “pitís” e ofensas públicos de Sukita e de seu entorno em campanhas e episódios de eleições das quais participou. Considerei que sua única empreitada de sucesso em Capela após fazer o próprio nome foi eleger sua ex-mulher prefeita – a Silvany.

A campanha acabou sendo decidida em favor de Silvany, PSC, com 7.378 votos - 39,3% dos válidos - e duramente por uma diferença pequena. Razões? Obras terminadas, relações com servidores públicos, boa relação com parlamentares federais e Governo do Estado no sentido de por obras e ideias em prática, além do apoio e da orientação da federação dos municípios.

A Sukita restaram ataques pessoais e tentativas de trazer supostas traições e confusões entre sua vida pessoal e sua atuação política para atacar a candidatura da ex-mulher - essa, entrou na justiça para que ele não usasse seu sobrenome de refrigerante bem conhecido para quase que identificar-se completamente com a candidatura da irmã, sempre irmã mas bem neófita em campanhas eleitorais e jogos políticos.

Astrogildo, do Podemos - antigo PTN -, muito bem engajado num movimento que teve como mote a renovação e o apoio de parte importante da juventude capelense, além do apoio do governador, de parte de seu partido e do líder de seu governo na Assembleia.

De mãos dadas e com o apoio do ex-prefeito Ezequiel, voou baixo até não chegar mais uma vez à tão desejada vitória. Teve 4.277 votos - 22,63% dos votos válidos.

Da parte de Sukita, nem Clara, nem Isadora - a de Aracaju -, nem Adaltro. Provavelmente Heleno e Jony, bem Republicanos - antigo PRB -, esperam os 7.040 votos que Sukita conseguiu para sua irmã - 37,25% dos válidos - numa futura eleição estadual.

Mas, como eu havia escrito no texto anterior, o que Sukita não esperava era que ele próprio provaria da derrota da única força política autônoma a que ele conseguiu dar apoio e vazão: a prefeita Silvany.

Na fragilidade ideológica e na ausência de identificação de grupos com perfis de candidatos do cenário municipal, a prefeita que acabou se reelegendo teve ao seu lado dois ex-prefeitos, dois ex vice-prefeitos, ex-vereadores e várias lideranças de povoados e bairros.

Também concorreram à prefeitura em 2020 Jânio da Labclin, pelo Solidariedade, e mais uma vez Nacelio Andrade, agora elo Cidadania. Em 2016, pelo então PTN, Sukita apoiou Silvany concorrendo contra Astrojildo da Farmácia, então no PMN.

Ela venceu por 9.929 votos - 51,53% - contra 8.858 - 45,97% - de Astrogildo. Também concorreu naquele pleito Nacelio Andrade, pelo PRB, hoje Republicanos. Não obstante tudo isso de 2020, a virtual obrigatoriedade do voto devido à pandemia tornou mais confortável a vida de quem não compareceu às urnas no último dia 15 de novembro e as abstenções saltaram incrivelmente também em Capela. 

Em 2004, num eleitorado de 17.490 votos, tivemos 205 votos brancos - 1,40% -, 1.006 votos nulos - 6,87% - e 2.838 abstenções - 16.23%. Em 2005, em eleições suplementares, num eleitorado de 17.568, tivemos 212 votos brancos - 1,49% -, 780 votos nulos - 5,15% - e 3.382 abstenções - 19.25%.

Em 2008, num eleitorado de 20.420, tivemos 623 votos brancos - 3,55% -, 1.435 nulos - 8,19% - e 2.888 abstenções - 14,14%. Em 2012, num eleitorado de 20.641 votos, tivemos 434 brancos - 2,2% -, 632 nulos - 3,24% - e 1.111 abstenções - 5,38%.

Em 2016, num eleitorado de 23.913 votos, foram 432 votos brancos - 2,6% -, 1.278 votos nulos - 6,9% - e 2.933 abstenções - 12.27%. Já em 2020, foram 1.139 votos nulos - 5,59% -, 348 votos brancos -1,70% - e 4.606 abstenções - 18,43% -, num eleitorado de 24.994 pessoas.

[*] É fiscal de acesso, antropólogo, professor, psolista, poeta e cientista social, capelense de espírito e aracajuano de registro.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.