Aparte
Especial & Colaborações

Espaço dedicado ao compartilhamento de conteúdo literário, como de poesia, tanto publicada quanto inédita.

TEORIA LITERÁRIA
Compartilhar

Poema Jozailto Lima / Ilustração Ronaldson

há muita poesia na lagarta jasmineira.

nos arranjos, tons
e arrojos da pele camurça.


naquele existir câmera-lenta,
naquela alegria invertebrada


e muito mais na maciez
de um tempo que vem de suas
estampas.


há muita poesia
no frondoso jasmineiro
que a fabrica a sóis,
serenos e tempestades.


e bem mais nos olhos
do menino que sonda
árvore e lagarta em fogo,
movimento e arte.


(Do livro “Ainda os lobos”,
editora Patuá, São Paulo, 2016).

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.

Telma
É sempre bem vindo o poema domingueiro. O poema como que desliza na poesia da lagarta, no olhar do menino poeta e em mim, leitora. Parabéns, Jozailto.
Jaime Cunha
É Suave a leitura dos poemas do poeta Joza. Aprecio e gosto.
Vera Villar
Muito bom
Nick
habilidoso generoso olhar sobre o ser que poucos veem encantos , o poeta nos faz repensar
Ludgero Santos Neto
Bravo Bravo!
Carlos Augusto de Santana
Boa Tarde, Poesia, a Poesia; sempre presente em nossos corações, às vezes esquecida ou adormecida em nossas emoçôes, !!
Gorete Amorim
Quanta sensibilidade há nessa poesia. Há poesia nesse poeta.
Noedson Valois.
Show de poesia!