Aparte
Vereador Ricardo Marques anuncia pré-candidatura a deputado estadual para 2022

Ricardo Marques: política não necessita ser uma carreira

O vereador de Aracaju Ricardo Marques, Cidadania, defendeu a necessidade da alternância de poder, renovação política e anunciou que é pré-candidato a deputado estadual. Marques disse isso durante uma entrevista ao radialista Nilmar Davi, na Rádio Web Fala Capela.

“As pessoas estão pedindo e meu grupo também. Estou na política por uma missão e coloquei meu nome à disposição para concorrer uma cadeira na Assembleia Legislativa em 2022”, revelou.

Ricardo disse que considera muito saudável a alternância no poder. “Eu não quero fazer carreira na política. Não é bom ter sempre os mesmos nomes. Se daqui a 15 anos eu ainda estiver na política, acredito que seja a hora de encerrar meu ciclo e dar oportunidade para outro”, reiterou ele.

“Acho que tem algo de errado quando um político fica no poder por 30 anos. Cada um pode contribuir da sua forma, mas não pode ficar até se acomodar. É necessário renovar, não digo em relação à idade, mas de mentalidade mesmo. Eu sempre estimulo que outras pessoas se interessem e se coloquem à disposição para concorrer a mandatos políticos e contribuir também”, defende.

O parlamentar aracajuano reforçou que fez carreira na sua área e que continua apto a voltar para o jornalismo. “Sou jornalista, fiz uma linda carreira como apresentador, editor e diretor de jornalismo na TV Sergipe e TV Atalaia durante mais de 20 anos. Estou vereador mas posso voltar ao mercado como jornalista a qualquer momento”, disse.

“Sinto orgulho da carreira que construí e por isso cheguei aqui. Sempre ouvi as necessidades do povo e busquei solucioná-las, cobrando das autoridades. Percebi que muita gente vai até a imprensa pedir socorro mas não vai diretamente até o poder público porque encontra uma resposta mais rápida com essa intermediação. Por isso eu faço diferente e não fico preso na Câmara nem no gabinete. Eu vou para a rua e estou todos os dias perto da população”, afirma.

Para Ricardo Marques, um vereador precisa ser ativo e resolutivo. “O vereador não tem a caneta para resolver os problemas, mas pode e deve levar os problemas para quem pode resolver e ainda levar sugestões de como solucionar cada caso. Antes de cobrar, eu busco informações técnicas e embasamento, afinal fui eleito para representar o povo”, diz ele.

“Na Câmara, o vereador faz projetos e requerimentos, mas o contato direto com o povo é o mais importante. É também papel do vereador fiscalizar e ficar atento a tudo o que ocorre. Não pode apenas concordar com tudo que vem da Prefeitura. É necessário analisar com cautela e fazer tudo com responsabilidade”, afirma.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.