Aparte
Aseopp reforça preocupação com construções feitas por Associações Pró-Construção em Sergipe

Luciano Barreto preside a Aseopp e não se intimida com esse tema

Com o título de “Aumento do número de Associações Pró-Construção em Sergipe impacta negativamente o mercado imobiliário”, a Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas - Aseopp - distribuiu nesta semana uma nota pública na qual aprofunda sua preocupação com o assunto. E é o que vai a seguir.  

“O grande número de empresas que atualmente comercializam imóveis ilegalmente na modalidade Associativa, preocupa a Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas - Aseopp.

De acordo com a entidade, existem várias empresas travestidas de incorporadoras imobiliárias que se constituem sob a forma de Associações Pró-Construção e não realizam o registro imobiliário do empreendimento e oferecem um preço mais baixo justificado pela falta de pagamento de todos impostos e contribuições sociais. Pior ainda, todos os riscos ficam com os condomínios.

Com o crescimento da prática, principalmente na capital, não há nenhum outro Estado no país com um número tão elevado de casos registrados. 

A repetição desse modelo de forma descontrolada e ilegal, já que possui benefícios fiscais, leva a sociedade a enxergar uma boa oportunidade de compra.

Porém, é preciso que se pontue os grandes riscos desse tipo de negociação, já que não há sequer o certificado de garantia do empreendimento, cuja responsabilidade por todas as ocorrências de tais obras são dos proprietários das unidades adquiridas”.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.