Aparte
Guarabyra, de Sá & Guaraybira, repudia tentativa de Sérgio Reis contra o Estado Democrático

Sérgio Reis: reprovável desafinada democrática

O cantor e compositor Guarabyra, que faz a dupla Sá & Guaraybira desde os anos 70, um dos autores de “Sobradinho”, reagiu duramente à atitude do cantor sertanejo Sérgio Reis que, em apoio ao presidente Jair Bolsonaro e em protesto contra o STF, fez declarações reacionários e ameaçadoras contra o Estado Democrático de Direito.

Sérgio Reis, que já foi deputado federal, está liderando uma convocação dos caminhoneiros brasileiros para o dia 7 de setembro em favor de Bolsonaro e contra o STF e disse o seguinte num áudio contra os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal: “Se em 30 dias não tirarem os caras nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto. É assim que vai ser. E a coisa tá séria”.

“Eu estou profundamente decepcionado com a atitude do Sérgio em ameaçar a normalidade constitucional para fazer valer seus pontos de vista, desprezando o debate leal e democrático. Pregar a paralisação do país para obrigar o Senado a fechar o Supremo, vai além do rocambolesco”, reagiu Guarabyra, em declaração à colunista Monica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Para Guarabyra, a ação de Sérgio Reis é “abjeta” e “irresponsável. “Perigosamente, estimula aventureiros déspotas a agredir, além do que já vem sendo agredido, o Estado de Direito no Brasil. Em suma, a atitude de Sérgio é absolutamente abjeta, arbitrária e irresponsável”, disse o músico.

Guarabyra disse que ele e Sá - Luiz Carlos Pereira de Sá -, em reação ao destempero do cantor bolsonarista, não vão mais participar da gravação da música “Sobradinho” para um futuro disco de Sérgio Reis.

O cantor e compositor Renato Teixeira, que recentemente fez uma excursão nacional em dupla com Sérgio Reis, também desaprovou a toada desafinada do amigo contra a democracia brasileira.

“A democracia é um bem conquistado a duras penas. A música é uma arte democrática. Portanto, jamais usarei o meu prestígio para tentar usurpar o nosso sistema democrático”, disse Renato por suas redes sociais.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.