Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração Tanuza Oliveira.

Com 54% dos votos, Edvaldo Nogueira levaria Governo em 1º turno. Jackson e Eduardo Amorim embolariam pro Senado
Compartilhar

Edvaldo Nogueira: liderança absoluta, com vantagem de não se assumir pré-candidato

Se a eleição para a escolha do futuro governador de Sergipe e da única vaga de senador tivesse realizada no último dia 10 de setembro de 2021, Edvaldo Nogueira, PDT, levaria o Governo do Estado em 1º turno e o Senado ficaria com Jackson Barreto, MDB, que viria embolado com Eduardo Amorim, PSDB. Nogueira ainda não se declarou pré-candidato ao Governo.

Estas probabilidades são apontadas em uma sondagem do Instituto Padrão de Pesquisas Científicas, que captou Edvaldo Nogueira com a preferência de 54,8% dos eleitores, bem à frente do segundo colocado, senador Alessandro Vieira, Cidadania, com 8,7%, de Fábio Mitidieri, PSD, com 3,7%, e de Rogério Carvalho, PT, com 3,4%. Alessandro já se declarou não pré-candidato ao Governo.

Esta sondagem afere a intenção de votos dos eleitores da cidade de Laranjeiras, na Grande Aracaju, na qual, segundo o Padrão, há 19,5% pesquisados dispostos a votar em branco, a anular o voto ou a não optar por nenhum deles, e ainda 9,9% dizendo-se indecisos ou que ainda não sabem em quem votar.

Alessandro Vieira: segunda posição, também não é pré-candidato

Este é o resultado de um questionário induzido, no qual o Padrão apresenta os quatro nomes, seguidos da seguinte pergunta: “Em qual destes candidatos o sr.(a) votaria para governador se as eleições fossem hoje?”.

Neste mesmo modelo de questionário, o Padrão quis saber do eleitorado de Laranjeiras qual seria o sergipano que ele mandaria para o Senado se a eleição fosse naquele dia 10 de setembro.

Com uma diferença bem pequena, teria sido eleito senador, segundo os laranjeirenses, o ex-governador Jackson Barreto, MDB, com 23,3% dos votos.

Jackson Barreto: se Laranjeiras fosse referência, Jackson seria o eleito senador

Jackson chegaria emboladíssimo com o médico Eduardo Amorim, PSDB, que teria 19,8% das intenções de votos dos eleitores de Laranjeiras.

Por oito anos, Eduardo foi senador de Sergipe, saiu de cena em 2018, ao perder a eleição de governador e agora ele se autodeclara pré-candidato o senador no ano que vem.

Nesta pesquisa, o ex-deputado federal André Moura chegaria em terceiro lugar pro Senado, com 14,9% dos votos, e o deputado federal Valdevan Noventa, em quarto, com 6,2%.

São 28,2% os eleitores de Laranjeiras que disseram que votariam em nenhum, em branco ou nulo e que não sabem ou indeciso, 7,6%.

Eduardo Amorim: segundo lugar pro Senado

Em 2018, André Moura disputou o Senado e chegou em terceiro lugar, atrás dos eleitos Alessandro Vieira e Rogério Carvalho. E em terceiro é flagrado agora em Laranjeiras. Em 2018, Jackson terminou a disputa em quarto lugar no Estado inteiro.

O Padrão entrevistou 469 eleitores de Laranjeiras com idades a partir de 16 anos. A margem de erro máxima permitida da pesquisa é de 4,48% dentro de um índice de 95% de confiabilidade.

A coleta de campo aconteceu nas seguintes localidades: sede, Mutirão, Albano Franco; Homero Diniz, Pedro Diniz, Conjunto da Varzinha; Conjunto Manoel do Prado Franco, Pedra Branca, Gameleiro; Salinas, Conjunto Denise Fontes, Machado; Camandaroba, Várzea, Quintalé; Bom Jesus, Mussuca, Invasão da Pastora e Pastora.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.

Dora Mafra
Só é uma vaga para senador?