Aparte
Chico do Correio admite projeto de representar o Sertão na Alese

Chico do Correio: “Todo agrupamento fecha comigo”

Bacharel em Letras com Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Sergipe, duas vezes vereador e duas vezes prefeito de Nossa Senhora da Glória, Chico do Correio, ou originalmente Francisco Carlos Nogueira Nascimento, 58 anos, PT, acha que é chegada a hora de tentar um mandato de deputado estadual e que o fará no ano que vem.

“Hoje eu sou um pré-candidato a deputado estadual com o apoio de todo o nosso agrupamento político aqui do município. Neste momento, a gente não pode estar aglomerando e nem caminhando muito em visitas, mas quando a pandemia passar vamos agir”, disse Chico nesta terça-feira, 11, à Coluna Aparte.

Chico do Correio vai fazer esta tentativa muito bem calçando nesse tal de “todo o nosso agrupamento político”. Trata-se de um bloco que reúne o poder político individual dele mesmo, mas também o da atual prefeita Luana Oliveira, PSD, que o sucedeu numa eleição que abocanhou 70,24% dos votos do município no ano passado. Graças ao milho, ao leite e aos negócios imobiliários, Glória é um boom de desenvolvimento em Sergipe.

Luana Oliveira já foi prefeita e é irmã de Serginho Oliveira, que identicamente já foi prefeito da cidade e no ano passado se elegeu vereador. Ambos são filhos de ex-prefeito.

“O agrupamento da região entende que o sertão precisa de um representante na Assembleia - ou de mais um, se considerarmos que a deputada Janier Mota é originalmente daqui de Nossa Senhora da Glória - embora radicada no sul do Estado, ela está sempre por aqui. Mas o compromisso da maior parte do agrupamento é comigo”, diz Chico.

“A gente entende que o sertão necessita de um representante que esteja mais envolvido diretamente com a região. Todos os munícipes e os municípios aqui desta região desejam ter esse representante. Não tenho planejamento de quantas cidades vão votar com a gente, mas sabemos desde já que esse é um sentimento regional”, reforça Chico.

“Eu vou construindo isso e quando a pandemia passar vamos nos aproximar mais das comunidades. Eu tenho dito em entrevistas por aqui que estamos no direito democrático e que não tenho nada contra deputado A nem deputado B. Estaremos apenas colocando o nosso nome à disposição para que as pessoas possam escolher. Só isso”, diz ele. Como bacharel em Letras, Chico foi professor das redes particular e pública de ensino durante 14 anos.

Foto: Jadilson Simões

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.