Aparte
Senadores vão ao Conselho de Ética contra Chico Rodrigues, o do dinheiro na cueca

Alessandro Vieira: “O caso do Chico, se aconteceu, é um fato que escandaliza”

Um grupo de senadores acaba de decidir acionar o Conselho de Ética do Senado contra Chico Rodrigues, DEM-RR. O vice-líder do governo no Senado foi alvo de operação da Polícia Federal nesta quarta-feira, 14, em Boa Vista, e foi flagrado com dinheiro na cueca durante busca e apreensão da Operação Desvid-19.

Além do senador Alessandro Vieira, Cidadania-SE, já decidiram assinar a representação por quebra de decoro os senadores Jorge Kajuru, Cidadania-GO, Styvenson Valentim, Podemos-RN, Randolfe Rodrigues, Rede-AP, e Lasier Martins, Podemos-RS, todos do grupo Muda Senado.

“O caso do Chico, se aconteceu, é um fato que escandaliza. Teriam fotos e filmagem. O grande lado positivo é que se materializa a corrupção de forma tão escandalosa que não dá para tapar o sol com a peneira. Esse caso ainda tem a característica escatológica, que não podemos deixar passar”, avalia Alessandro Vieira.

A investigação, sob sigilo, apura desvios de recursos públicos destinados ao combate à pandemia de Covid-19, oriundos de emendas parlamentares. A ordem de busca e apreensão foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal – STF - Luís Roberto Barroso.

O presidente do Conselho de Ética do Senado é Jayme Campos, do mesmo DEM de Chico Rodrigues. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também é correligionário do senador de Roraima.

 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.