Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 38 anos, poeta e fundador do Portal JLPolítica. Colaboração Tanuza Oliveira.

Emanuel Cacho admite ir pro DEM se Maria do Carmo abençoá-lo candidato ao Senado
Compartilhar

Emanuel Cacho: sonho de uma noite de verão

O advogado Emanuel Cacho, 61 anos, PSDB, que se declara pré-candidato a senador nas eleições do ano que vem, admitiu nesta quarta-feira, 3, que poderá fazer o seu projeto político-eleitoral pelo DEM e não pelos caminhos do tucanato.

Mas aí Cacho quer uma empadinha quase dissolvida em sua boca-fácil de político. “José Carlos Machado, que preside o DEM no Estado de Sergipe, está me chamando para uma filiação. Ok: eu posso até topar e a proposta que eu deixei lá foi a de que eu iria, com uma chapa que tivesse Emanuel Cacho candidato a senador, ele, Machado, a deputado federal, e Luciano de Menininha, a estadual. Desde que a senadora Maria do Carmo apoie a minha candidatura”, disse Cacho.

“Eu disse a Machado que a chapa ideal para 2022 seria essa. Essa seria a base para a gente trazer de volta o sentimento que foi representado por João Alves em Sergipe no PFL e no próprio DEM. Veja que as três vitórias que Maria do Carmo obteve, em três eleições de apenas uma vaga de Senado, nenhum outro político sergipano conseguiu na história sergipana”, diz Cacho.

Com essa proposta, Emanuel Cacho só faltou pedir uma mão de talco de bebê no bumbum. Este sonho dourado dele não passa de uma utopia. Uma doce ilusão. Está claro que Maria do Carmo não disputará, nem amarrada, um quarto mandato de senadora em 2022.

Mas está mais do que claríssimo que ao ficar de fora da parada Maria vai querer fazer senador um dos seus, e entre Cacho e o sobrinho Luciano de Menininha, é óbvio que a balança dela pesa para Luciano.

A própria Maria, ao negar aqui nesta Coluna recentemente a intenção de ir a mais uma eleição, citou o nome do sobrinho  Luciano como um que ela indicaria como futuro candidato a tentar sucedê-la.

José Carlos Machado se arrepia inteiro e se deprime a cada vez que dona Maria nega a candidatura a um quarto mandato de senadora. Tem lá sua lógica.

Xepeiro, somítico e solitário, Machado quer que Maria do Carmo empurre a dúvida sobre uma eventual tentativa de reeleição dela até o dia das convenções do ano que vem, para assim ele tirar proveito em seu projeto de se eleger deputado federal.

Alheio a tudo isso, Emanuel Cacho alimenta um sonho paralelo de entrar nesta parada. Não entrará nem que a vaca tussa.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.

Dora Mafra
Dr.Emanuel Cacho merece todo apoio da Senadora Maria do Carmo e de todos os sergipanos. Homem de fino trato, simples e de uma humildade muito grande.