Aparte
Zezinho Sobral: "Projeto Polo de Fertilizantes colocará Sergipe como uma das referências no segmento brasileiro"

Zezinho Sobral participou do Sergipe Gás Fértil: grande momento para Sergipe

O deputado estadual Zezinho Sobral, PDT, participou do Sergipe Gás Fértil, evento que marcou a apresentação do estudo do Polo de Fertilizantes, desenvolvido pela Consultoria Mastersenso, e do estudo de receitas decorrentes da produção de petróleo e gás natural, elaborado pelo Escritório Machado Meyer Advogados em parceria com o Instituto Fecomércio, entidades privadas e Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia - Sedetec.

“Este é um grande momento para Sergipe, com a apresentação desses estudos que representam um grande grito em favor do desenvolvimento do nosso Estado. O potencial de crescimento da indústria e do comércio do gás, a chegada da Golan, a quebra do monopólio do gás, a Celse e outros mecanismos que impulsionam do mercado representam um marco regulatório e equivalem à chegada da Petrobras em Sergipe, quando ainda era uma empresa nossa. Sergipe é grato a esses homens e mulheres que pensam no futuro da nossa gente”, afirmou Zezinho Sobral.

O estudo da Consultoria Mastersenso delimita parâmetros para o desenvolvimento do Polo de Fertilizantes de Sergipe, visando projetos industriais e comerciais do setor de fertilizantes, defensivos e aditivos afins. Os mecanismos estabelecidos no documento pretendem viabilizar os trabalhos por meio de parcerias estratégicas e de integração do setor.

“O projeto Polo de Fertilizantes é alvissareiro e colocará Sergipe como uma das referências no segmento de fertilizantes brasileiro. Nosso Estado tem todas as condições para receber os investimentos diante da disponibilidade de gás natural proveniente da Bacia Sergipe-Alagoas e toda infraestrutura de recebimento e distribuição de gás natural liquefeito, sistema portuário. Temos aqui a Unigel Agro, em Laranjeiras, uma das maiores fábricas de amônia/ureia, muito estratégica para o desenvolvimento da indústria de fertilizantes”, ressaltou Sobral.

No Sergipe Gás Fértil foi feita, também, a apresentação de estudo sobre receitas decorrentes da produção de petróleo e gás natural. O documento, de acordo com a Sedetec, foi construído após avaliação do cenário esperado para Sergipe para os próximos anos, diante do contexto que abrange a intensificação de novos investimentos privados relativos à exploração e produção de petróleo e gás natural. Dentre as ações analisadas, estavam a prestação de serviços relativos à exploração e produção de petróleo e gás offshore, exploração, produção, processamento e escoamento de gás natural, transporte dutoviário, importação de GNL, regaseificação de GNL e utilização de GNL para geração termelétrica.

“Sergipe tem muitas empresas e indústrias que chegam para investir porque sabem que o nosso Estado tem um potencial de crescimento gigantesco. Sergipe é terreno fértil e atrai olhares diante dos resultados que são frutos do que já vem sendo feito, proporcionando uma participação efetiva da classe empresarial, do Governo do Estado e de todos aqueles que estão vindo investir no Brasil. Muitas indústrias estão querendo explorar, de fato, o nosso gás e o nosso petróleo, óleo fino, dando condição de Sergipe crescer, se tornar a estrela do gás e abrir mais oportunidades para a nossa gente”, complementou Zezinho Sobral.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.