Aparte
Tribunal Pleno marca interrogatório do governador Wilson Witzel

Wilson Witzel: o cerco está se fechando

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro – TJRJ - e do Tribunal Especial Misto, desembargador Claudio de Mello Tavares, marcou para o dia 18 de dezembro, às 16h, o interrogatório do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, quando o réu, poderá exercer sua autodefesa.

O interrogatório acontecerá um dia após a sessão em que os dez integrantes - cinco desembargadores e cinco deputados estaduais - ouvirão as 27 testemunhas de acusação e defesa que tiveram seus nomes aprovados pelo colegiado para depor no processo. Esses depoimentos serão dados em sessão marcada para as 9h do dia 17, também no Tribunal Pleno.

Os nomes das 27 testemunhas foram aprovados em sessão realizada no dia 4 último, quando o colegiado foi favorável à produção de provas testemunhais e documentais suplementares no processo de impeachment de Witzel. As perícias contábeis e de engenharia foram rejeitadas pela maioria.

No mês passado, o Tribunal Especial Misto acolheu, por unanimidade, a denúncia para o prosseguimento do processo de impeachment do governador afastado do Rio, Wilson Witzel.

Na sessão, a comissão decidiu também pelo corte de um terço do salário de Witzel e que deixasse, junto com a família, a residência oficial no Palácio Laranjeiras. (Por Douglas Corrêa, repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro - Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil).

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.