Aparte
Sem Mendonça, PPS zera candidaturas ao Governo do Estado e ao Senado

Clóvis Silveira: candidaturas só proporcionais

A opção do ex-deputado federal Mendonça Prado de trocar o PPS pelo DEM gerou uma desarticulação geral no projeto do PPS, pondo abaixo as suas pré-candidaturas ao Governo de Sergipe e ao Senado, que eram simbolizadas exatamente pela dupla Mendonça e pelo ex-deputado federal João Fontes.

“O PPS não tem nenhum compromisso com a candidatura de Mendonça Prado ao Governo. Sobre João Fontes, já conversamos e informamos que não temos pré-candidato a senador”, disse a esta coluna Clóvis Silveira, presidente estadual do PPS.

Clóvis Silveira salienta que “a ida de Mendonça Prado para o DEM” lhe surpreendeu muito, por não estar dentro do traçado da sua expectativa. “Mas deu para entender”, reforça ele, possivelmente evocando o apego afetivo que Mendonça tem ao DEM e aos Alves.

“Mas meu compromisso zerou no momento em que deixamos de ter candidato ao governo”, disse ele. De acordo com Clóvis Silveira, o PPS estará ativo no processo sucessório deste ano, pelo menos no aspecto proporcional. “Sobre candidatos proporcionais, temos hoje 26 para deputado estadual e 11 para federal”, disse.