Aparte
“Patriota é pequeno, mas tem se mostrado valente”, diz Emília Correa

Emília: “Temos nomes que podem chegar a alcançar suas cadeiras na Assembleia e na Câmara Federal”

“O Patriota é um partido pequeno que tem se mostrado valente. Se você observar a última eleição, em 2020, nós tivemos alguns pretensos candidatos que escolheram outros partidos mas não foram eleitos. Estariam se estivessem no Patriota”.

A fala é da vereadora por Aracaju, Emília Correa, que acredita que isso se repete agora em 2022. “Acabam escolhendo o partido por sua estrutura, por uma legenda que já chega de certa forma garantida e as vezes deixam de estar no Patriota por acharem pequeno e sem estrutura, mas os grandes partidos acabam não levando essas pessoas para o Legislativo, seja estadual ou municipal”, afirma a vereadora.

Ela é a única representante do partido em Sergipe. “Em 2020, nós fizemos uma vereadora, que sou eu. E se um ou dois que foram para outras siglas encantados com a estrutura deles, tivessem vindo, a Câmara teria mais vereadores do Patriota certamente. Mas a gente respeita essas decisões, porque realmente são difíceis nesse momento”, pondera Emília.

Ela lembra que partidos maiores, como o PSDB, PTB, PL e PSB não chegaram a fazer nenhum vereador. “E o Patriota fez e poderia ter feito mais. A gente vê que é um partido que tem chances, temos nomes que podem chegar a alcançar suas cadeiras na Assembleia e na Câmara Federal, tudo isso com trabalho. É possível chegar nessas vagas”, ressalta.

Segundo Emília, é para e por isso que o partido vem trabalhando. “O partido vem crescendo, se organizando, desde que deixou de ser o PEN. A gente vem tentando fazê-lo crescer, mas temos tranquilidade para caminhar com tranquilidade e independência, que é o mais importante”, argumenta a vereadora.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.