Aparte
Vereador Neto Batalha repudia exigência de Marcos Santana na demissão de aposentados de São Cristóvão

Neto Batalha: pela preservação do direito de trabalhar para quem é aposentado

Inconformado com a atitude que ele classifica como "desrespeitosa" do prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, que tem exigido a demissão voluntária dos servidores públicos aposentados, o vereador Neto Batalha enviou para Câmara desta cidade uma moção de repúdio contra a postura do gestor municipal. 

Segundo o parlamentar sancristovense, "a coação para aderir ao Pedido de Demissão Voluntária é humilhante em tempos de pandemia". 
"Na verdade, o prefeito quer enxugar a folha da Prefeitura para criar novos cargos em comissão e fazer politicagem perto das eleições", denunciou, em referência ao ano eleitoral de 2022.

Desde que tomou conhecimento do assunto, Neto Batalha declarou apoio à categoria e se solidarizou com os trabalhadores que acumulam tantos anos de prestação de serviço público.

De acordo com  gestão do prefeito Marcos Santana, desde o fim do mês de novembro, foi enviada uma carta para residência dos servidores aposentados informando sobre o Plano de Demissão Voluntária.

Num primeiro momento, Neto Batalha ofereceu assessoria jurídica para buscar uma solução administrativa, porém depois de algumas tratativas a previsão é de que não haja acordo. Dessa maneira, foi requerida uma moção de repúdio na Câmara de Vereadores contra o prefeito Marcos Santana, afinal, segundo o vereador, o PDV é uma escolha e não obrigação.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.