Aparte
Pastor Diego vê sinais de prevaricação por profissionais da Saúde de Aracaju, e quer investigar 

Pastor Diego: atestados médicos recorrentes levantaram a lebre

A secretária municipal da Saúde Waneska Barboza divulgou na última quinta-feira, 7, o 3º Relatório Detalhado Quadrimestral e o Relatório Anual de Gestão de 2021, documentos de monitoramento e acompanhamento da execução da Programação Anual de Saúde - PAS - à Câmara Municipal de Aracaju.
Durante sua apresentação, a informação de que profissionais da saúde têm apresentado atestados recorrentes levantou suspeita de que está havendo crime de prevaricação, segundo o vereador Pastor Diego.

“A secretária Waneska Barboza, que não tem nada a ver com a situação, nos trouxe uma informação gravíssima nesta manhã. Há indícios de um suposto grupo de médicos e outros profissionais da saúde que apresentam atestados médicos de forma recorrente, indicando um possível crime de prevaricação, pois estão se esquivando da sua função profissional para pegar atestado médico”, disse o vereador.

Diante desta situação, o parlamentar solicitou, nesta manhã, à Mesa da Câmara, que os vereadores pudessem abrir uma comissão especial para poder investigar mensalmente esses casos.

“A gente solicita à secretária Waneska Barboza, mensalmente, quais foram os atestados apresentados, para que possamos acompanhar, fiscalizar e investigar a vida desses profissionais e saber se eles apresentaram atestado médico de forma justa ou somente para não trabalhar”, ponderou o vereador ao presidente em exercício da Câmara, Vinícius Porto.

O vereador Pastor Diego reforçou que este tipo de ação é crime de prevaricação. Ele disse que ele, como os demais parlamentares, “têm a responsabilidade legal de fiscalizar e trabalhar pela população de Aracaju”. Portanto, solicitou requerimento à mesa da Câmara de Aracaju.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.