Aparte
Opinião - Um segundo turno com cara de primeiro

[*] Edson Júnior

Nesta sexta-feira, 20, a TV Sergipe, por meio do telejornal da casa, o SETV 2ª Edição, divulgará a primeira pesquisa Ibope de intenção de votos neste segundo turno na capital de Sergipe, Aracaju. 

Faltando 10 dias para os eleitores irem novamente às urnas e diante da estrondosa vantagem obtida pelo prefeito Edvaldo Nogueira no primeiro turno, não parece crível que a delegada Danielle Garcia reverta os 63.708 votos de vantagem de Edvaldo. 

Em números absolutos, Edvaldo obteve mais que o dobro de votos de sua adversária - foram 119.681 votos, correspondendo a 45,57% dos válidos, enquanto a delegada Danielle Garcia alcançou 55.973, o equivalente a 21,31% dos votos válidos. 

É uma viagem lunar tirar essa diferença de quase 64 mil votos. Dependeria de muitas variáveis em um curtíssimo espaço de 10 dias. Dependeria, por exemplo, de novos apoios e reversão dos votos de Edvaldo em favor da delegada. Mas, como?

No primeiro turno, Edvaldo Nogueira teve o apoio de 10 partidos: o seu PDT, Podemos, PSD, MDB, Republicanos, Progressistas, PV, PCdoB, PSC e Solidariedade. Para o segundo turno, ampliou esse leque com a entrada do Rede Sustentabilidade, Avante, PT e Pros. 

A adesão desses quatro partidos representa 37.518 votos, o que elevaria a diferença de Edvaldo sobre Danielle em 101.226 votos no final da apuração.

Danielle Garcia contou com apenas quatro partidos no turno inicial: o seu Cidadania, PSB, PSDB e PL. Até o fechamento deste artigo, só havia conquistado o apoio individual do delegado Paulo Márcio, que obteve 634 votos pelo Democracia Cristã – DC -, partido cuja direção ainda não se posicionou publicamente sobre que rumo tomar neste turno final.

Simulação de transferência de votos não tem rigor científico. Mas essas adesões no segundo turno atestam que Edvaldo ampliou a força eleitoral do seu bloco, o que tem efeito no volume de votos - agora ele conta com 14 partidos, enquanto sua adversária permanece com os mesmos quatro do primeiro turno.

A campanha de Edvaldo Nogueira teve início na terça-feira, 17, com as calorosas minicarreatas pela cidade e nesta sexta-feira, 20, exibirá seu primeiro programa eleitoral, onde deverá agradecer os quase 120 mil votos recebidos. 

Também vai reforçar os informes das obras e das ações realizadas nestes quatro anos à frente da Prefeitura, o que pretende fazer em um novo mandato e manter a campanha no clima de paz, como feito no primeiro turno. 

Durante as visitas aos bairros, Edvaldo e Katarina Feitoza, a candidata a vice-prefeita, trouxeram os moradores para dentro da campanha, um envolvimento que cresceu em cada ato e disseminou felicidade por onde passaram.

Não se desfaz essa espiral afetiva em 10 dias. A sociedade, oportuno lembrar, não aceitou o ódio despejado por algumas candidaturas e o resultado nas urnas mostraram isso. Fica a lição. 

Da delegada Danielle Garcia, espera-se uma mudança no tom agressivo empreendido no primeiro turno, que ela seja menos delegacia de polícia e mais propostas sobre o que pretende fazer pela cidade e pelos cidadãos. 

Será uma novidade essa nova Danielle. Resta saber se o eleitor vai enxergar essa mudança e se ela será revertida em votos para superar a vantagem do prefeito Edvaldo Nogueira. 

A forma agressiva de Danielle Garcia não foi apenas verificada por mim. Outros analistas observaram os excessos, o que forçou mudanças para conferir a ela mais suavidade. 

O Ibope desta sexta deve indicar que nada mudou, Edvaldo deve aparecer como favorito, com larga vantagem para vencer o pleito, embora o prefeito e seu staff de campanha saibam que a vitória é construída dia a dia, com trabalho de convencimento junto ao eleitorado nos programas eleitorais e nas ruas. 

Certamente, após a divulgação do resultado da pesquisa, haverá a conhecida chuva de críticas nas arquibancadas das redes sociais, mas é bom que os críticos observem que o Ibope acertou o resultado no primeiro turno, com Edvaldo vencendo por larga vantagem. Fiquemos de olho nos números, pois o resultado do pleito pode estar selado nesta sexta-feira. 

[*] É jornalista.

 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.