Politica & Mulher
Emília comemora aprovação de projeto que institui notificação compulsória de violência 

Emilia Corrêa: “essa é mais uma conquista para as aracajuanas”

A Câmara Municipal de Aracaju aprovou, em redação final, o projeto de lei 44/2019, da vereadora Emília Corrêa, Patriota, que institui o procedimento de notificação compulsória de casos de violência contra a mulher nas redes de saúde pública e particular.

Para Emília, o projeto é de grande relevância e vai atuar como mais uma ferramenta na defesa das mulheres. “Elas terão uma prova ainda maior da violência que sofreram”, acredita a vereadora. 

Isso porque, a partir da sanção do projeto, os profissionais de saúde deverão registrar no prontuário médico da paciente quando houver indícios de violência contra a mulher.

“Primeiramente, agradeço a compreensão e voto favorável dos demais vereadores (as) que entenderam a relevância do projeto, que será, acima de tudo, uma proteção a mais no combate à violência contra a mulher. Essa é mais uma conquista para as aracajuanas”, reforça. 

Emília ressalta que qualquer mecanismo que surja para tentar coibir a ação dos agressores é vantajoso. “Não só por sua extrema importância para sociedade em geral, sobretudo para as vítimas, mas torna-se um mecanismo que vem agregar à luta incansável dessa outra ‘pandemia’ que é a violência contra a mulher”, pontua.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.