Politica & Mulher
Katarina Feitoza comemora seis meses de gestão: “Entrei na política com o pé direito”

Katarina: “Temos obstáculos extras, que os homens não precisam enfrentar”

Esta semana, a vice-prefeita de Aracaju, Katarina Feitoza, PSD, celebrou as conquistas dos primeiros seis meses no mandato, que, segundo ela, tem sido muito participativo e propositivo. “Sempre falei que seria uma vice atuante, e não estou fazendo nada excepcional, é uma obrigação nossa prestar satisfação a quem confiou no nosso nome”, diz Katarina.

De acordo com ela, não há melhor forma de agradecer a confiança dos aracajuanos do que trabalhando em projetos que de fato melhorem a capital. “Eu não poderia deixar de apoiar Edvaldo e de fazer a gestão acontecer conjuntamente. Preciso trabalhar. E graças a Deus encontrei um grande companheiro nessa caminhada”, diz Katarina Feitoza.

Segundo a vice-prefeita, ela entrou na política com o pé direito. “Agradeço a Deus por ter entrado na política com essa gestão e essa equipe, que tanto trabalham para o melhor por Aracaju”, reforça. Parte dessa satisfação da vice-prefeita passa pela representatividade que imprime à gestão.

Isso porque, de acordo com Katarina, a participação feminina na política ainda está muito aquém do desejado. “O espaço até existe, mas nós, mulheres, sabemos de todas as barreiras que temos que enfrentar, porque nós temos obstáculos extras, que os homens não precisam enfrentar”, explica.

Apesar dos desafios, Katarina diz que é muito gratificante ver uma menina olhar para ela e tê-la como uma referência, um exemplo a ser seguido. “Muitas olham para mim e falam: eu quero ser delegada; eu quero ser vereadora. E eu sempre falo: você pode ser o que quiser. Abraço a causa feminina não apenas por ser mulher, mas por sentir na carne as dificuldades e o preconceito de que ainda somos alvo”, ressalta a vice-prefeita.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.