Politica & Mulher
Mulheres em Movimento: coletivo sergipano defende direitos femininos

Ana Paula: “As pautas sobre a defesa das mulheres sempre foram necessárias, principalmente num país com machismo”

Ana Paula Silva está à frente de um grupo de 135 mulheres que se organizaram através de um coletivo para lutar pelos direitos femininos, o Coletivo Mulheres em Movimento. Criado há 11 anos, de acordo com ela, o objetivo do grupo é “emancipar outras mulheres e colaboradores através da saúde, educação, cultura e formação”.

Para isso, diversas pautas são debatidas. “Falamos sobre saúde da mulher, empregabilidade, acessibilidade, assistência às minorias”, revela. Temas que, na opinião de Ana Paula, são cruciais num país como o Brasil. “As pautas sobre a defesa das mulheres sempre foram necessárias, principalmente num país com machismo e outros problemas tão enraizados”, ressalta.

Diante desse histórico, para ela, “torna-se importante trazer esses assuntos para as comunidades que não tem tanto acesso à informação e que são de total conhecimento público”. Ana Paula destaca que a pandemia tornou mais grave esse cenário.

“O número de violência contra a mulher e o desemprego aumentaram significativamente, gerando maior impacto para toda a sociedade. O grupo traz auxílio às mulheres que buscam se emancipar, uma ajudando a outra”, assegura.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.