Politica & Mulher
Prefeitura de Salvador sanciona lei que multa em até R$ 20 mil quem assediar mulheres

Salvador assegura proteção à lei com lei contra assédio

Desde a semana passada, uma nova lei de proteção à mulher está em vigor em Salvador, Bahia. A Prefeitura da cidade sancionou a Lei 9.582/2021, que estipula sanções aos indivíduos que cometam assédio contra mulheres ou que as exponham ao constrangimento em locais públicos ou privados. O projeto de lei é da ex-vereadora Aladilce Souza e prevê multa com valores entre R$ 2 mil e R$ 20 mil.

Segundo o texto, fica estabelecido que comete infração o indivíduo que exponha a mulher ao assédio de cunho sexual ou que atente contra a dignidade da mulher, através de constrangimento, intimidação, ofensas, ameaças, comportamentos, palavras ou gestos que violem o direito à livre circulação, à honra e à dignidade da mulher, sem prejuízo de crime de qualquer natureza que possa ser imputado.

A cobrança será feita pela Prefeitura e, em caso de não pagamento, o valor devido será lançado como dívida ativa municipal. Caberá ao Executivo Municipal, por meio de seus órgãos competentes, promover o registro da ocorrência, apurar o fato e aplicar sanções aos infratores.

O valor arrecadado com a cobrança das multas deverá ser aplicado a um fundo municipal de enfrentamento à violência contra as mulheres, ou, na inexistência de fundos com essa característica, ao orçamento da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude de Salvador.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.