Politica & Mulher
Agosto Lilás: começa campanha por uma vida livre de violência 

Agosto Lilás: campanha visa fim da violência doméstica 

Com o tema “Um instrumento de luta por uma vida livre de violência”, a campanha “Agosto Lilás” deste ano celebra os 16 anos da Lei Maria da Penha, que é considerada a legislação de referência em todo o mundo no combate à violência contra a mulher. 

Apesar de o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2022 apontar uma queda de mais de 2% no número de feminicídio em 2021 comparado com 2020, ainda 1.319 mulheres foram assassinadasno ano passado apenas por serem mulheres. 

O documento ainda aponta crescimento de outras formas de violência, como a psicológica. Em Sergipe, segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP -, até junho, já foram 2.316 ocorrências de ameaça contra mulheres.

Também já foram 1.120 ocorrências de lesão corporal; 1.019 de injúria; 578 de vias de fato; 310 relacionadas à liberdade de manifestação de pensamento; 287 de danos; 241 dizem respeito ao descumprimento de medida protetiva; 199 de perseguição; 186 de stalking e 162 de difamação. 

O “Agosto Lilás” é uma iniciativa da Procuradoria Especial da Mulher do Senado, Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados, bancada feminina do Senado e da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, que visa justamente debater esse cenário de violência.

Este ano, além da iluminação das cúpulas do Senado e da Câmara na cor lilás, haverá debates sobre o enfrentamento da violência contra a mulher nas suas diversas formas. O lançamento da campanha ocorreu nesta quarta-feira, 3, no Salão Negro do Congresso Nacional, com apresentação cultural da Orquestra Sinfônica das Forças Armadas Brasileiras. Da Rádio Senado, Iara Farias Borges. Que seja de fato um mês que faça a diferença no cenário da violência contra a mulher!

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.