Politica & Mulher
Com mandado de segurança, Kitty Lima insiste em CPI da Covid

Kitty: “A gente precisa saber onde foi parar o dinheiro”

Nesta quarta-feira, 3, a deputada estadual Kitty Lima, Cidadania,  subiu à tribuna para informar que irá protocolar um mandado de segurança para que a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI –  para investigar as ações durante a pandemia causada pelo novo coronavírus seja instaurada.

Para Kitty Lima, a busca por justiça é necessária para que o direito seja garantido. “Para que o direito de minoria seja preservado, para que o nosso entendimento que não pode retirar assinatura depois de protocolado seja preservado, para que se pacifique qualquer questionamento sobre a CPI protocolada nesta Casa. A gente sabe que divergir é natural e quando é necessário é preciso buscar a Justiça para que as coisas aconteçam da forma como a população espera”, afirmou.

Ela está se referindo ao fato de, no dia 14 de outubro, o deputado Georgeo Passos, também Cidadania, ter anunciado que já contava com oito assinaturas necessárias para realizar o protocolo de requerimento para instalação da CPI. Mas, em seguida, o deputado Zezinho Guimarães, MDB, ter retirado sua assinatura do requerimento.

Kitty Lima afirmou ainda que o pedido de investigação dos gastos feitos foi da própria população sergipana. Ela disse que é para que os sergipanos sejam atendidos que o mandado de segurança será protocolado.

“A gente precisa saber onde foi parar o dinheiro dos respiradores que nunca chegaram, a questão do hospital de campanha, dos gastos da Covid, tudo isso ainda está obscuro, ainda não tem a transparência necessária”, ressalta a deputada.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.