Politica & Mulher
Caso George Magalhães: advogada diz que condenação mostra que crimes como esses não passarão mais impunes

Izabella: “Que não reste quaisquer indícios de impunidade para crimes como esse em nossa sociedade”

A última decisão judicial em relação ao caso de estupro atribuído ao radialista George Magalhães mantém a condenação dele por cerca de nove anos e é um alívio para a vítima e seus familiares – embora o processo ainda não tenha transitado em julgado e ele possa novamente recorrer da sentença.

Segundo a advogada Izabella D’Ambrosio Menezes, uma das que acompanham o caso, apesar de ter mantido a condenação por estupro, a Justiça decretou a absolvição dos réus pelo crime de corrupção de testemunha – quando a atitude visa dificultar as investigações.

Mesmo ainda passível de recurso, a advogada considera a decisão importante. “No nosso país, temos em geral a sensação da impunidade da camada mais privilegiada da população. Ver a luta de tantas pessoas desde a delegacia para investigar e punir um homem público pelo crime que foi acusado nos mostra que a nossa realidade mudou e que crimes e acusações como essas não passarão mais impunes”, opina Izabella Menezes.

Por isso, ela espera “que a justiça seja feita”. “E que não reste quaisquer indícios de impunidade para crimes como esse em nossa sociedade”, reforça. É, também, o que a vítima e seus familiares esperam que aconteça.

“Eles aguardam essa decisão desde o ano de 2018. A vida deles não voltou a ser a mesma desde o ocorrido, então eles esperam ansiosamente pelo trânsito em julgado do processo com a condenação para que possam seguir em frente sabendo que a justiça foi feita”, reitera.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.