Politica & Negócios
Zezinho Sobral articula implantação de fábrica de cimento em Maruim

Zezinho Sobral trabalha para fortalecer o desenvolvimento de Sergipe e a geração de emprego

O deputado estadual Zezinho Sobral, Pode, participou nesta quinta-feira, 26, de uma reunião estratégica para tratar da implantação de uma das fábricas de cimento da Companhia Siderúrgica Nacional - CSN - no município de Maruim. O empreendimento já possui autorização dos órgãos ambientais para a construção e tem potencial para beneficiar toda a região dos Vales do Cotinguiba e do Japaratuba.

“Sergipe possui um ambiente favorável a novos investimentos e o Governo do Estado viabiliza a negociação entre a CSN e os proprietários de terra para cessar quaisquer dúvidas e ser cada vez mais transparentes nos diálogos. Dessa forma, contribuímos com o desenvolvimento de Sergipe e também preservamos os interesses da população que produz em Maruim, Laranjeiras, Santo Amaro, Riachuelo, Japaratuba e toda a região tão importante para nosso estado”, afirma o parlamentar.

O complexo ocupará uma área total de 560 hectares na zona rural do município de Maruim. Com isso, Sergipe terá a primeira planta da CSN no Nordeste e a quinta do Brasil. Na fase de construção da fábrica CSN, a expectativa é geração de 2.500 empregos diretos e 10.000 indiretos. Após a conclusão e a operacionalização, o empreendimento pode ofertar 500 empregos diretos e 2.000 indiretos. A expectativa é de produção de cerca de 2,8 milhões de toneladas de cimento por ano.

“Fortalecendo esse diálogo, a implementação da fábrica trará bons resultados para Sergipe com a geração de emprego, o crescimento da economia e o desenvolvimento sustentável. Nesse período em que enfrentamos um ano de incertezas e pandemia, é essencial viabilizar maneiras de garantir o sustento do nosso povo a curto prazo. Estou muito feliz e sigo trabalhando pelos sergipanos”, destacou o líder do governo.

FAFEN

O deputado estadual Zezinho Sobral é um aliado na luta pelo desenvolvimento de Sergipe, na geração e na preservação dos empregos. Desde 2018, quando a Petrobras anunciou o fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados - Fafen -, tanto da unidade de Sergipe quanto a da Bahia, alegando perdas no setor de fertilizantes, Zezinho Sobral se mostrou preocupado com a situação e foi ativo na defesa da permanência. Ainda naquele ano, iniciou um movimento junto às Câmaras de Vereadores dos municípios do Vale do Cotinguiba e do Vale do Japaratuba (em um total de seis câmaras) que fizeram uma sessão conjunta com o governador Belivaldo Chagas para defender a Fafen, os empregos e os interesses de Sergipe.

Sobral também esteve por diversas ocasiões na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, para dialogar sobre a importância da permanência da fábrica em Sergipe. Após uma incansável luta e diversas mobilizações, Zezinho Sobral retornou à sede da Petrobras, em novembro de 2019, para participar do ato de assinatura do contrato de arrendamento da Fafen através do consórcio formado pelas empresas Unigel e Proquigel que será o responsável pela retomada das atividades da unidade situada em Laranjeiras, promovendo a geração de empregos, renovação do parque de misturadores e de transportadores de Pedra Branca.

Ainda na opinião de Zezinho Sobral, com o retorno da Fafen, que voltará a produzir Sulfato de Amônio, a operacionalização da Usina Termoelétrica Porto do Sergipe I, das Centrais Elétricas de Sergipe - Celse -, no município de Barra dos Coqueiros, responsável por converter gás natural em energia elétrica, garantindo o suprimento de 15% da energia do Nordeste, e a possibilidade de implantação da fábrica de cimentos da CSN, Sergipe voltará a gerar emprego, fortalecer o empreendedorismo local e garantir renda da população, principalmente dos Vales de Cotinguiba e do Japaratuba.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.