Politica & Negócios
Zezinho Sobral articula ações para promover o desenvolvimento sustentável

Zezinho Sobral: promover o desenvolvimento respeitando as leis ambientais

O deputado estadual Zezinho Sobral, Pode, reuniu-se na quarta-feira, 7, com representantes da Superintendência de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Sergipe para debater projetos voltados ao desenvolvimento do meio ambiente.

Dentre os temas estavam a criação do Sistema Estadual de Unidades de Conservação da Natureza em Sergipe - Seuc -, além da instituição da Câmara Ambiental - Ceca. Também foi discutida a possibilidade da implementação da Política Estadual de Combate à Desertificação - PEDC.

“São iniciativas importantes que podem promover o desenvolvimento sustentável e quebrar os paradigmas. O foco é contribuir para que nosso estado avance positivamente na economia, no turismo, na geração de emprego e renda”, destacou Zezinho Sobral, líder da bancada governista, ressaltando que o diálogo é essencial para fortalecer projetos.

Na ocasião, Zezinho Sobral recordou da defesa do mandato na Assembleia Legislativa em importantes projetos de lei aprovados em favor do meio ambiente aliado à sustentabilidade e à economia, a exemplo Plano de Gerenciamento Costeiro de Sergipe e do Zoneamento econômico-ecológico de Sergipe que visa promover o ordenamento adequado do litoral sergipano com soluções ambientais e econômicas voltadas ao turismo.

Além disso, foi sancionada este ano a Lei nº 8.734, que dispõe das adequações no licenciamento ambiental para atividades agrosilvopastoris em Sergipe. De autoria dos deputados Zezinho Sobral e Luciano Bispo, o texto atendeu a uma solicitação dos produtores rurais e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe - Faese - e corrigiu distorções relativas à agropecuária presentes na Lei nº 8.497/2018, que trata do Licenciamento Ambiental no Estado de Sergipe.

Sobral também pontuou sobre a sanção da Lei que aprimora e moderniza licenciamento ambiental para a carcinicultura, aprovada em 2019, que visa preservar o meio ambiente, promover o desenvolvimento sustentável e permitir que o pequeno produtor desempenhe as atividades com segurança e resolutividade no Baixo São Francisco e nas demais regiões onde a atividade está presente.

“É possível promover o desenvolvimento respeitando as leis ambientais, sempre em sintonia com o crescimento econômico e social. Queremos que Sergipe avance muito mais. Precisamos criar um sistema que permita o fortalecimento da faixa costeira, da zona rural, permitindo condições e viabilidades para que o pequeno e o médio empreendedor cresçam”, destacou Zezinho Sobral.